©  2018 por Instituto Coraction Health & Fitness Lda                                                     Política de Privacidade

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Black Instagram Icon

Rua Engenheiro Ferry Borges nº8 A, 1600-237 Lisboa

Fisioterapia

No instituto praticamos uma metodologia em fisioterapia completamente única em Portugal. Não nos limitamos aos métodos conservadores e primitivos, é apenas uma evolução que infelizmente já tarda para a maioria dos fisioterapeutas.

Métodos Utilizados:

* Terapias manuais com desenvolvimento próprio

* Actos Complementares de Diagnóstico

* Eletroterapia

* Termoterapia

* Massoterapia

* Cinesiterapia

* Mecanoterapia

 

Principais Casos Tratados:

 

* Recuperação de Lesões Músculo-Esqueléticas

* Ortopedia Desportiva Infantil

* Reeducação Postural

* Melhorias nas AVDs (Atividades de Vida Diárias)

* Reabilitação Cardio-Pulmonar

* Diabetes / Hipertensão

* Melhoria ADM (Amplitude de Movimento)

* Entre outros.

Especialidades

* Desportiva

* Ortopedia

* Neurologia

* Pediatria

* Cardiopneumologia

* Osteopatia

* Geriatria

Fisioterapia Desportiva

Fisioterapia desportiva é uma técnica conhecida por ter um programa especifico direcionado para atletas, pois um atleta tem estruturas físicas diferentes da população que não pratica atividade física. Se um atleta for tratado com fisioterapia convencional, jamais obterá resultados rápidos e eficazes. Ela é apta a recuperar qualquer estrutura que o atleta necessite, desde uma simples recuperação músculo-esquelética até a uma aumento de performance. É indicado para todas as idades.

Fisioterapia Ortopédica

Fisioterapia Ortopédica é focada na recuperação ou prevenção de lesões / doenças do sistema músculo esquelético, ou seja que afeta os músculos, ossos e ligamentos do corpo, como fraturas, entorses, luxações, dor nas costas, dor no pescoço, dor no punho, braço, perna, joelho, ombro, tendinites, até dor de cabeça (atm – articulação temporomandibular).

Fisioterapia Neurológica

 

Fisioterapia neurológica, também conhecida como fisioterapia neurofuncional, foca-se principalmente nas limitações dos movimentos decorrentes de doenças ou acidentes que afetam o sistema nervoso. É a área que mais requer conhecimentos, dedicação e trabalho contínuo, uma vez que com muita paciência e perseverança os resultados podem ser surpreendentes em doenças como Parkinson, esclerose múltipla, hidrocefalia, paralisia cerebral, derrame cerebral, traumatismo cranioencefálico, entre outros. Surje em pessoas em todas as idades, desde crianças, adultos e idosos, tendo como base e fundamento principal, a de dar a melhor qualidade de vida fortalecendo as AVDS (atividades de vida diárias) para que o paciente se torne o mais autónomo possível.

Fisioterapia Pediátrica

 

Na fisioterapia pediátrica não vemos uma criança como um adulto em miniatura. As crianças têm as suas necessidades especificas próprias, de acordo com o seu desenvolvimento humano, passivo de doenças de adulto. Requerem assim outra conduta para um resultado eficaz, buscando técnicas desde atividades lúdicas e sociais para que a criança seja tratada sem perceber que o está a ser. Exemplos: Torcicolo congénito, luxação congénita de quadril, insuficiência respiratória (como bronquite e asma) escoliose, má postura, dores esporádicas, acidentes, lesões por desporto, entre outros.

Fisioterapia Cardiopneumonológica

 

Fisioterapia cardiopneumológica é uma especialidade que visa a avaliação, prevenção e tratamento dos ditúrbios cárdiopulmunares, agudos ou crónicos em todas as idades. Um dos principais objetivos é melhorar a eficiência respiratória e reduzir a sobrecarga dos músculos respiratórios evitando o cansaço dos mesmos a fim de potencializar o condicionamento fisico. A educação respiratória é dos principais caminhos para a prevenção de doenças e redução de sintomas. Resumidamente, melhorar a bomba cárdiorespiratória a fim de transportar mais oxigénio, prevenindo ou até revertendo disfunções patológicas promovendo assim o aumento da funcionalidade e a melhoria da qualidade de vida dos pacientes. Aplicável em todo e qualquer disfunção cardíaca, como insuficiência cardíaca congestiva, enfarte agudo do miocárdio, DPOC (doença pulmonar obstrutiva crónica), derrame pleural, pneumonias, bronquites, asma, entre outros. Na área desportiva, serve como rastreio de doenças, preparações desportivas de alto nível, melhoria da expansão respiratória, gerando numa melhoria considerável no rendimento dos atletas.

Osteopatia

 

O símbolo da fisioterapia é uma mão, e a osteopatia é a verdadeira razão para tal. Com técnicas de terapia manual, buscando vários conceitos pelo mundo, o profissional se destaca por completo quando se trata de avaliação, diagnostico e tratamento. Transformando as suas mãos em raio x, através da palpação, consegue fazer pré-diagnósticos, reposicionar articulações e garantidamente trazer o reequilíbrio músculo-esquelético do paciente. Conceito totalmente diferenciado dos padrões fisioterapêuticos convencionais, a osteopatia é um passo à frente de quem busca resultados instantâneos. Os objetivos da terapia são identificar e corrigir disfunções de toda e qualquer articulação, avaliar e corrigir desequilíbrios posturais através de técnicas manipulativas, tratar o que causa a dor e não o local da dor. Contraturas, roturas musculares, estiramentos, edemas, inchaços, drenagem linfática, torções, traumas, hérnia lombar, lombalgia, hérnia de disco, hérnia cervical, cervicalgia, ciática, tontura, dor de cabeça, náusea, escoliose, entre outros.

Fisioterapia Geriátrica

 

Uma das áreas de maior importância da fisioterapia e que requer completa dedicação, é a área da melhor idade. Os avôzinhos, depois de uma vida de trabalho, depois de tanto nos dar, merecem receber. Afinal do que adianta plantar bons frutos, se não estiver bem para desfrutá-los?
Além de atenção, eles só querem estar bem fisicamente para aproveitar os momentos com os netos e restante familia. A fisioterapia é essencial para essa função. O objetivo principal é, manter a funcionalidade motora ativa com amplitude articular preservada e crescente, equilíbrio do sistema cardiorespiratório, e também não esquecer, e não menos importante o desenvolvimento cognitivo. Assim temos, fortalecimentos musculares, alongamentos, atividades cardíacas, e jogos e passatempos mentais. Nesse caminho, certamente será feita a prevenção de doenças tais como: alzeimer, parkinson, demência, avc, osteoporose, hipertensão arterial, diabetes, entre outras. E para os vovós que já possuem estas doenças ou algumas restrições articulares, cuidados intensivos para a melhoria da qualidade de vida.